DIA DO OCULTISMO

Descubra o que é afinal o Ocultismo e conheça os 10 principais ocultistas da História

O Ocultismo é um conjunto de teorias e práticas dedicadas aos segredos da natureza e da Humanidade, muito focado nos factos ou fenómenos que não conseguem ainda ser explicados pela ciência.

Ao focar-se no conhecimento oculto, sem explicação científica, o ocultismo abarca muitas correntes de pensamento e de práticas distintas, umas mais positivas e outras mais negativas. Falamos de um espectro tão amplo que inclui áreas como a alquimia, a astrologia, as artes divinatórias (como Tarot, Búzios, Quiromancia ou Cartomancia), a telepatia e a magia, entre muitas outras. O Ocultismo inclui também sistemas filosóficos e práticas assentes em sistemas secretos, como o satanismo e sociedades secretas como os Illuminati.
O pilar mestre do Ocultismo é a crença no homem como um ser completo, composto por corpo e espírito. Assim, o ocultismo refere-se ao treinamento psicológico e espiritual para o despertar de faculdades ocultas.

 

A História do Ocultismo

A origem do Ocultismo está relacionada com o misticismo e o esoterismo e tem influências de religiões orientais (principalmente o Yoga, o Hinduísmo, o Budismo e o Taoísmo). A origem mais antiga do Ocultismo, da qual existe algum conhecimento, remonta ao antigo Egito, estando relacionada com o deus Thoth. Por esta razão o ocultismo é muitas vezes confundido com o hermetismo. Este período histórico e o deus egípcio Thoth estão também ligados à origem do Tarot, com a descoberta de gravuras semelhantes a alguns dos Arcanos Maiores no templo deste deus.
Durante a Idade Média, a presença dos muçulmanos e judeus na Península Ibérica impulsionou a alquimia, prática que combina elementos da Física, Medicina, Semiótica, Misticismo, Espiritualidade, Arte, Química, Antropologia, Astrologia, Filosofia, Metalurgia e Matemática. A alquimia e o ocultismo têm influência da cabala judaica, um movimento místico e esotérico pertencente ao judaísmo, tendo levado vários ocultistas medievais à fogueira pela Inquisição da Igreja Católica.
No século XIX, o Ocultismo voltou à ribalta com trabalhos de ocultistas como Eliphas Levi ou Aleister Crowley, este último amigo de Fernando Pessoa.

 

Os 10 Principais Ocultistas da História

ALEISTER CROWLEY

Aleister Crowley nasceu em Warwickshire, Inglaterra, em 1875. Crowley iniciou-se no Ocultismo em 1898, data em que se juntou à Ordem Hermética da Aurora Dourada, uma organização secreta inglesa que explorava elementos da astrologia, cabala, alquimia e tarot.
Crowley fez várias viagens pelo mundo em busca dos mistérios da vida, tendo inclusive contacto com o budismo e hinduísmo. Durante uma viagem ao Egipto, Crowley afirma ter ouvido uma entidade de nome Aiwass que o inspiraria na sua obra O Livro da Lei, que explica a história da humanidade dividida em éons, períodos temporais com características específicas. Crowley foi responsável pela criação da Marca da Besta, símbolo composto por círculos e um heptagrama (estrela de sete pontas, ou ''estrela dos elfos'', com longa tradição simbólica e potencial mágico, diretamente relacionado com o número 7). O Ocultista fazia também muitas referências ao demónio e ao número 666.
 

ELIPHAS LEVI

Eliphas Levi nasceu em Paris, França, em 1810. A partir de 1854, aquando de uma viagem a França e a Inglaterra, começou a elaborar obras sobre magia e misticismo. Entre as suas obras mais famosas destaca-se o Dogma e Ritual de Alta Magia, uma das referências mais importantes do ocultismo.
Levi - mestre do ocultismo e da simbologia - popularizou uma versão de Bafomé, divindade supostamente adorada pelos Templários. O desenho, feito pelo próprio Levi, mostra uma figura humana, com cabeça de cabra, ilustrado por vários símbolos.
 

PAPUS

Gérard Encausse, mais conhecido como Papus, nasceu em Espanha, em 1865, e fez parte de vários grupos ocultistas como a Sociedade Teosófica. Em 1886, Papus fundou a Ordem Martinista, diferente de outros grupos por ter menos influências budistas e hinduístas e focar-se mais na tradição cristã e judaica.
Durante toda a vida, foi muito ativo no ocultismo na Europa. Foi ainda bispo da Igreja Gnóstica, liderou um braço da Ordo Templi Orientis, em Paris, e foi membro da Irmandade Hermética da Luz e da Ordem Hermética da Aurora Dourada. Além de ocultista, Papus era também médico, formado pela Universidade de Paris, em 1894.

 

HELENA BLAVATSKY

Helena Blavatsky foi uma ocultista, filósofa e escritora, nascida na Ucrânia, em 1831. Foi responsável pela sistematização da Teosofia moderna e cofundadora da Sociedade Teosófica, baseada no espiritismo. Blavatsky acreditava que o espiritismo estava contaminado por falsos médiuns, o que a levou a fundar a Sociedade Teosófica na trindade composta por divino, humano e natural.
Blavatsky teve enorme importância na reafirmação do divino, estabelecendo pontes de diálogo com a ciência e esforçando-se para purgar a religião institucionalizada do dogmatismo e da superstição. Durante a sua vida, a ocultista incentivou a pesquisa científica, o pensamento independente e a crítica da fé cega através da razão. Lutou ainda contra a intolerância e o preconceito, afirmou-se contra o materialismo e ceticismo da ciência, e pregou a fraternidade universal.

 

CHARLES WEBSTER LEADBEATER

Charles Webster Leadbeater nasceu em Londres, Inglaterra, em 1847. Discípulo de Helena Blavatsky, foi membro e um dos principais oradores da Sociedade Teosófica.
Autodidata em astronomia e meditação, focou-se de forma aprofundada na filosofia teosófica, sendo autor de uma vasta coleção de obras e artigos altamente considerados por teosofistas e estudiosos do ocultismo. Entre as suas obras destacam-se o Compêndio de Theosophia, Auxiliares Invisíveis e A Clarividência, todos traduzidos para português por Fernando Pessoa.
Durante os anos em que viveu na Índia, terá alcançado a “consciência astral”, um estado de consciência alterado que facultou dons psíquicos como clarividência.

 

SAMUEL MATHERS

O ocultista Samuel Mathers nasceu em Londres, Inglaterra, em 1854. Iniciou-se no ocultismo através da Maçonaria e acabaria por ficar famoso como um dos fundadores da Ordem Hermética da Aurora Dourada, criada em 1887. Além de cofundar a Ordem, foi responsável pela elaboração das suas técnicas, rituais e documentos.
As traduções que fez de obras ocultistas foram responsáveis por tornar um vasto material obscuro, e até então inacessível, amplamente disponível para os não-académicos dos países de língua inglesa. Entre as obras traduzidas por si, destacam-se O Livro da Sagrada Magia de Abramelin o Mago, A Cabala Revelada e o Grimório de Armadel.

 

WILLIAM WESTCOTT

William Westcott nasceu em Leamington, Inglaterra, em 1848, e ficaria famoso por ser um dos fundadores da Ordem Hermética do Amanhecer Dourado, sociedade secreta que influenciaria vários grupos ocultistas do século XX, incluindo a Thelema e a Wicca.
A Ordem Hermética da Aurora Dourada aprofundou ao máximo as ligações entre a Cabala e a antiga Magia cerimonial, agregando-lhes um esquema de correspondência universal proposto por Eliphas Levi. Os ensinamentos da Ordem compreendiam, entre outras coisas, a interpretação do Tarot, a leitura de bolas de cristal e a projeção paranormal (processo em que a alma abandona temporariamente o corpo para viajar a outras dimensões). Westcott publicou ainda livros sobre maçonaria, numerologia e teosofia.

 

ANNIE BESANT

Annie Besant dedicou-se a diversos grupos ocultistas e ao ativismo social e político, especialmente na defesa dos direitos da Mulher. Nasceu em Londres, Inglaterra, em 1847.
Em consequência do seu ativismo pelos direitos da Mulher e causas humanitárias, bem como o seu interesse pelo ocultismo, Annie Besant pediu para ingressar a Ordem Maçónica Internacional Le Droit Humain. Foi iniciada nos três primeiros graus da maçonaria em 1902. Posteriormente, em 1912, fundou a Ordem do Templo da Rosa-Cruz juntamente com Marie Russak e James Ingall Wedgwood. Durante o seu percurso no Ocultismo, Annie Besant assumiu também a Presidência Mundial da Sociedade Teosófica. Na política, foi Presidente do Congresso Indiano e lutou pela instauração da democracia e independência da Índia, ainda colónia inglesa. Entre as suas obras ocultistas destacam-se O Enigma da Vida e O Homem – Donde e como veio, e para onde vai.

 

DION FORTUNE

Dion Fortune, é o pseudónimo da Ocultista, escritora e psicóloga Violet Mary Firth Evans, nascida em Gales, Reino Unido, em 1890.
Fortune afirmava ter uma visão do continente perdido de Atlântida, e ser capaz de prever o futuro. Contemporânea de Sigmund Freud e Carl Jung, a ocultista estudou psicologia na Universidade de Londres e explorou o esoterismo. Em 1922 fundou a Fraternidade da Luz Interior, baseada em escolas de esoterismo cristão e judaico.
Autora de vários romances e contos em que explora a Magia e o Misticismo, destacam-se entre as suas obras ficcionais a coletânea de contos The Secrets of Dr. Taverner, baseados nas suas experiências com o mago maçon irlandês e seu mestre, Theodore Moriarty. De entre as suas obras de não-ficção destacam-se A Doutrina Cósmica, somatório dos seus ensinamentos básicos sobre o Misticismo, a sua obra-prima, a Cabala Mística, e a Autodefesa Psíquica.
 

ALICE BAILEY

A pesquisadora e escritora espiritualista Alice Bailey nasceu em Manchester, Inglaterra, em 1880. Bailey escreveu sobre meditação, astrologia e psicologia, e é autora de 24 obras que creditou à entidade Djwal Khul, considerada pelos membros da Sociedade Teosófica o guia espiritual de toda a humanidade.
A obra da ocultista dividiu o movimento teosófico, originando ramificações como a Escola Arcana, dedicada a seguir e difundir as suas ideias. A causa desta divisão assenta no facto de a sua obra ter sido mal compreendida por muitos ao esclarecer pontos críticos sobre a diversidade racial humana, identificando as suas cargas karmicas com consequência na humanidade atual e desmascarando os limites das religiões, em defesa da verdadeira espiritualidade. Apesar disso, o legado de Alice Bailey foi referência para a criação de várias sociedades ocultistas ao longo dos tempos.

Os Nossos Serviços

Descubra-se a si mesmo e cuide do seu bem-estar com as nossas análises e tratamentos espirituais personalizados.

Limpeza Energética

A Limpeza Energética consiste num processo para limpar e equilibrar o seu campo energético. ...

Sinastria Kármica

Com base no Tarot Kármico, identifica o karma existente na relação entre duas pessoas. ...

Análise de Relacionamento

Ideal para ajudá-lo a compreender a sua relação amorosa e o seu parceiro. ...

Análise Numerológica de Autoconhecimento

A influência dos números na sua personalidade e destino. ...

Porquê consultar-se connosco



QUALIDADE


Para garantir a qualidade dos nossos serviços, os nossos consultores são avaliados de forma contínua.



ÉTICA PROFISSIONAL


Regemo-nos pelos pilares do Código de Ética do Tarot: Orientação, Confidencialidade e Responsabilidade.

Quem Somos

A Pandora Tarot é formada por uma equipa de especialistas espirituais dedicados a si e ao seu bem-estar, selecionados através de uma avaliação meticulosa e constante. Tal como o mito da caixa de Pandora, acreditamos que mesmo nos momentos mais obscuros existe sempre a esperança para nos encaminhar rumo à luz.

google.com, pub-8240919698934862, DIRECT, f08c47fec0942fa0